quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

AURICÉLIA ALVES FERNANDES - POESIA

Nasceu em Itacoatiara, a 14.06.1941;

Professora Normalista Rural (Dorotéia) – 1960;

- Professora Normalista – Escola Normal Nossa Senhora do Rosário;

- Auxiliar de Escritório – Escola Comercial de Itacoatiara – 1960;

- Curso de Treinamento de Professores do 1º Grau do Ensino Supletivo para as 1ª séries – 1973 – Coordenação de Ensino Supletivo –U.E.I;

- Curso de “Técnicas de Elaboração de Currículo” promovido pela FEA/SEDUC;

- Curso de Diretores de Escola (1971) projeto MEC/UNICEF/UNESCO;

- Seminário sobre Associação de Pais e Mestres e Comunitários em Itacoatiara/AM. (1983);

- Curso de “Matemática” para a 2ª série, promovido pela Seduc/FEA e MEC;

- Curso de Linguagem para a 2ª série, promovida pela SEDUC/FEA e MEC;

- Curso de Catequista – Paroquia Nossa Senhora do Rosário (1960);

- Curso de Material Regionalização – 1 2 volume – Núcleo de Recursos Tecnológicos – Manaus 1985);

- Curso de Aperfeiçoamento para docentes das disciplinas de Formação Especial ( 1981) “Padre José de Anchieta”;

- Professora Licenciatura em Ciências Sociais (1976) Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Porto Alegre 28 de Fevereiro de 1970 B.C;

- Poetiza com participação no CONPOFAI

- Livros inéditos: “Quatrolenes” e “Mantim dos Retábulos”

- A Razão de Uma Esperança/Devaneios

POEMAS

EU

Sou triste e sentimental

Gosto muito de escrever

Porque quando eu escrevo

Diminui o meu sofrer.

Sou cheia de preconceitos

De desejos e ansiedades

E quando amo eu vivo

Não quero sentir saudades.

Sou feita de sentimentos

Tenho muito amor pra dar

Tenho esperança no peito

De um dia você voltar.

Mas… a vida é assim

A arte do desencontro”

Hoje que te encontrei

Aumentou mais o meu pranto.

Mas… quem não sentiu saudades?

Quem não sofreu e sorriu?

Hoje tento esquecer

Aquele que me feriu.

E para que isso aconteça

Preciso usar a razão

Arrancar deste meu peito

Este louco coração.

MEU PERFIL

AMIGO E CARO LEITOR

VOU LHE DIZER A VERDADE

SINTO-ME BEM QUANDO ESCREVO

MINHA VIDA É ESTA SAUDADE.

POR ISSO NESTE MOMENTO

COLOCO NESTE PAPEL

AS DORES E AS TRISTEZAS

QUE AMARGAM COMO FEL.

VOU FALAR TUDO DE MIM

COM SOU E O QUE ME RESTA

DE TUDO QUE MUITO GOSTO

E TAMBÉM O QUE DETESTO.

AMO A VIDA E AS FLORES

ADORO TODAS AS CRIANÇAS

PORQUE NELAS AINDA ENCONTRO

A VERDADE E A ESPERANÇA.

GOSTO DE TUDO, DAS COISAS

E TAMBÉM DA SOLIDÃO COMPANHEIRA E AMIGA

DESTA LOUCA INSPIRAÇÃO.

GOSTO DE FICAR SÓ

DE VER O TEMPO PASSAR

DE COMPOR ESTE POEMAS

E TAMBÉM DE COZINHAR.

GOSTO DE LECIONAR

PORQUE POSSO TRANSMITIR

DEIXO SEMPRE EM CADA ALUNO

UM PEDAÇINHO DE MIM

O QUE MAIS GOSTO NA VIDA

É CURTIR AS “QUATROLENES”

DE VÊ-LAS SEMPRE SORRINDO

VIVENDO ALEGREMENTE.

VEJA O QUE DESTO,

É A POUCA SINCERIDADE

QUE ENCONTRO NOS AMIGOS

SEMPRE QUE BUSCO A VERDADE.

DETESTO A MÃO MISERAVEL

QUE PODE AJUDAR O IRMÃO

MAS NUNCA TENTA LHE DÁR

UM PEDAÇO DE PÃO.

DETESTO TODO EGOISMO

A INVEJA E O RANCOR

QUE FAZ MUITAS PESSOAS

GENTE DE POUCO VALOR.

DETESTO A INDIVIDUALIDADE

A VOZ QUE VIVE E HUMILHAR

FERINDO AMARGAMENTE

ALGUÉM SEM SORTE E SEM LAR.

MAS… O QUE TANTO ME MACHUCA

NESTAS HORAS DE AFLIÇÃO

É VER VOCÊ ME TRAIR

EU, QUE LHE DEI A MÃO.

MAS… A VIDA É MESMO ASSIM

FAZ O BEM, “NÃO VÊ A QUEM”

E O MAL QUE TE DESEJO:

SÊ FELIZ E VIVA BEM.

VOCÊ SABE O QUÊ É POEMA?

Poema é saudade

É tédio, é tristeza

É dor, é angústia

É mal e incerteza.

É o que se sente

No corpo e na alma

É mal que nos enche

De dor e acalma.

É algo amigo

È tudo que existe

UM mal incurável

Que sempre persiste.

É grito, é sofrer

É hipocondria

É tédio que tira

Da gente a alegria.

É um grito de dor

De quem já sofreu

De quem sempre amou

E nunca esqueceu.

E as vezes o poema

É apelo é bonança

De quem neste vida

Tem muitas esperanças.

Por isso eu vivo

De amor e poesia

Porque minha vida

É triste e vazia.

E só no poema

Encontro razão

Pra desabafar

O meu coração.

O poema é pra mim

Meu pão e alimento

Porque extravaso

O meu pensamento.

E quando estou triste

Procuro a poesia

Pois pra ser feliz

Invento as alegrias.

DECISÃO

HOJE VOU CONSTRUIR A MALOGRADA SORTE

JUNTAR TODOS OS RETALHOS DOS MEUS SOFRIMENTOS

TENTAR MANTER O JOGO DO DESTINO

e SER FELIZ POR UM MOMENTO.

VOU ESQUECERR O SENTIMENTALISMO

QUE SEMPRE FEZ DE MIM O QUE BEM QUIS

TIROU-ME A ALEGRIA DE VIVER

E NUNCA OPTOU PRA EU SER FELIZ

VOU ARRANCAR DO PEITO O CORAÇÃO

QUE NUNCA SE IMPORTOU COM MINHA SORTE

ENCHEU MEU DIA, DIA DE TRISTEZAS

e POUCO A POUCO ME DISTINA A MORTE.

VOU PROCURAR A TAL FELICIDADE

APESAR DO POUCO QUE ME RESTA

VOU CONSTRUIR DE NOVO MEU CAMINHO

NO CURTO ESPAÇO DE VIDA QUE ME RESTA.

VOU TIRAR AS LENES DA MINHA CABEÇA

VOU AFASTAR DO PEITO ESTA SAUDADE

VOU CONSTRUIR UM MUNDO DIFERENTE

E ENCONTRAR A TAL FELICIDADE.

VOU TENTAR, TENTAR TALVEZ CONSIGA

TAMBÉM TIRAR DO PEITO ESTA PAIXÃO

QUE ME ARRASTA E ME DESTROI A VIDA

E QUE ME FERE O TRISTE CORAÇÃO.

E SE FOR IMPOSSIVEL CONSEGUIR

QUERO SENTIR DE NOVO A NOSTALGIA

QUE DURANTE OS MEUS 50 ANOS

TIROU-ME O SOSSEGO E A ALEGRIA.

QUE DIGAM QUE SOU LOUCA, QUE ME IMPORTA?

SE TUDO NA MINHA VIDA ACONTECEU

MEU MUNDO PRA SEMPRE SE ACABOU

DESDE O DIA QUE PAPAI MORREU.

SER GENTE

SER GENTE

É SER FARRAPO NAS UNHAS DA DESGRAÇA

SER GENTE

É SORRIR MUITAS VEZES UM SORRISO

DE ESQUELHA, DE TRISTEZA QUE PERPASSA

SER GENTE

É SENTIR-SE MUITASS VEZES SÓ

SEM QUE NINGUEM LHE TRAGA UM PRATO DE COMIDA

NÓS SEMPRE FOMOS GENTE

EU, VOCÊ, TODOS QUE NOS RODEIAM

TALVEZ ENTRE NÓS EXISTA UM

QUE SENDO GENTE, DEMONSTRE SER FELIZ

EMBORA DE TRISTEZAS E AMARGURAS

A ALMA ESTEJA CHEIA.

HOJE

HOJE,

ESCREVI UM POEMA DIFERENTE

UM POEM DE AMOR E AVENTURA

UM POEMA QUE TRAZ DENTRO DE SI

A ESSÊNCIA PURA DA TERNURA.

HOJE,

EU VIVI UM DIA DIFERENTE

ONDE A PAZ SE REFLETE EM HARMONIA

ONDE A DOR SE DESTROÇA SEM DEIXAR

O SER HUMANO EM LOUCA AGONIA.

HOJE,

EU QUIS ESCREVER UM POEMA DE AMOR

PARA FALAR DE TODOS OS SENTIMENTOS

QUE TRAGO DENTRO DE MINH’ALMA MORTA

QUE SE TRADUZEM EM LOUCOS PENSAMENTOS.

HOJE,

É SEMPRE O HOJE E O AMANHÃ TAMBÉM

ESCREVEREI POEMAS DE AMOR

FALAREI DA PAZ QUE VIVO AGORA

SEM DEIXAR TRANSPARECER A MINHA DOR.

PROCURO

PROCURO UM AMOR MUITO SINCERO

QUE POSSA SIMPLESMENTE ME AMAR

QUE FAÇA DE MINHA VIDA OUTRA VIDA

E NUNCA SE PROPONHA A ME DEIXAR

PROCURO UM AMOR SEM PRECONCEITOS

QUE POSSA SEM MEDO CONFIAR

QUE ABRA O CORAÇÃO PRA ESTE AMOR

E SÓ TENHA PRA MIM O SEU OLHAR.

PROCURO UM AMOR SEM COMPROMISSO

QUE VENHA A MINH’ALMA PENETRAR

E SEJA TÃO PROFUNDO O SEMTIMENTO

QUE NUNCA PODERÃO NOS SEPARAR.

PROCURO UM AMOR BEM DIREFENTE

QUE VENHA A MINHA SORTE TRANSFORMAR

QUE POSSA ME AMAR PROFUNDAMENTE

E FAÇA O MEU CORPO DELIRAR.

PROCURO UM AMOR, ONDE ENCONTRAR?

SERÁ MUITO DIFICIL ESTA MISSÃO

SE EU NÃO ENCONTRAR O GRANDE AMOR

PRA SEMPRE VOU VIVER NA SOLIDÃO.

TÉDIO

EU SEI A EMOÇÃO FALA MAIS ALTO

DE TUDO QUE FIZEMOS NESTA VIDA

O TAL AMOR QUE UM DIA NOS UNIU

FEZ DE NÓS DOIS AS PESSOAS MAIS SOFRIDAS.

É TRISTE QUANDO ISTO ACONTECE

QUANDO SE TEM NO PEITO A ILUSÃO

DE SER FELIZ UM DIA COM ALGUÉM

QUE FEZ VIBRAR SEU CORPO DE PAIXÃO.

PIOR QUE TUDO ISSO É O MAL SECRETO

QUE SE ESCONDE NA ALMA SEM RANCOR

SE ESSE AMOR NÃO DEVIA TER NASCIDO

PORQUE SE TORTURA COM TANTA DOR?

DEITAMOS SIMPLESMENTE PRA DORMIR

O ÊXTASE DA PAIXÃO EXTERMINOU

QUANDO O CASAL NÃO SENTE MAIS PRAZER

A VIDA SIMPLESMENTE SE ACABOU.

2 comentários:

Gizinhazzz disse...

oi gente!

essa ai eh minha vó!
Ela adora escrever poesias, gosto muito disso, ja aprendi muito com ela!
Pena naum conseguir fazer o mesmo!
bjus vó ! te amoooo!!!!!
ta lindo!!!!!

Eu Sei que Posso disse...

Muito bom saber da relevancia de Auricélia para a educação no Amazonas, porem enquanto escritora, deixou a desejar na divulgação de seus livros. Na busca pelos mesmos, não conseui encontrar sequer imagens,tanto dos livros quanto da autora. fica minha indgnação.